> > > Casa Macaco

Casa Macaco

Casa Macaco
Em 2020, o Atelier Marko Brajovic foi convidado a desenvolver a Casa Macaco que está conectada à floresta local Foto/Imagem:Rafael Medeiros

Estendida à natureza

“Há anos desapareceram os macacos que viviam na abundante vegetação de Paraty (RJ). A causa era a febre amarela que, supostamente, se difundiu entre as famílias dos primatas. Ficamos tristes com a situação”, conta o arquiteto Marko Brajovic à frente do Atelier Marko Brajovic.

Em 2020, o atelier foi convidado a desenvolver uma morada conectada à magnitude das árvores. Para os arquitetos, o resultado foi gratificante: uma família completa de macacos pregos marcaram presença no local.

A residência foi inspirada na verticalidade da floresta e na possibilidade de aproximar os moradores do topo das árvores – de forma gentil e sutil –, além de conectar aos inúmeros habitantes do reino da flora e da fauna.

Estruturação

A madeira modernizou os ambientes Foto: Gustavo Uemura 

A estrutura da Casa Macaco funciona de forma sinergética entre componentes de madeira intertravadas, revestida por pele de galvalume e isolamento termoacústico. O projeto foi inserido em uma área de mata secundária, instalada entre árvores, ocupando em planta com 5 m x 6 m, evitando assim qualquer interferência na vegetação local com área total de 86 m².

Para idealizar a estrutura de suporte da casa, os arquitetos observaram quais plantas se adaptariam melhor na topografia do terreno e quais as estratégias adotadas para permitir estabilidade no crescimento em altura. Uma das escolhidas foi a espécie de palmeira juçara que se estrutura através raízes escoras. Ela se adapta ao terreno em declive e garante estabilidade para o caule fino e bem alto.

“No projeto da Casa Macaco implementamos a mesma estratégia, criando uma série de pilares finos e densos, inspirados na morfologia adventista das raízes da palmeira juçara, garantindo assim estabilidade na tipologia da construção vertical”, sintetiza Brajovic.

Programa funcional

A tipologia da Casa Macaco é de um projeto vertical: com dois quartos que podem ser transformados em salas sociais, devido aos serviços da cozinha e banheiro serem organizados por fluxos independentes.

Dois terraços laterais favorecem a ventilação cruzada e um generoso terraço no último andar cria um ambiente multifuncional para atividades físicas, de estudo e de meditação. A casa compacta tem 54 m² de área interna e outros 32 m² de áreas cobertas, proporcionando uma conexão muito forte com o contexto natural da floresta.

Natureza presente

O projeto de paisagismo é uma completa reflorestação. A estética selvagem em torno da casa foi possível conduzindo o crescimento natural das mesmas plantas do entorno, reforçando a experiência da casa estar imersa num contexto natural originário.

Além disso, se abre em todas as direções, graças a terraços internos laterais e a varanda no último andar proporcionando ventilação natural e espaços de uso exterior cobertos. O resultado foi um lugar de encontro e reencontro com outras espécies para observar a natureza externa.

 

Escritório

Atelier Marko Brajovic7 projeto(s)

Local: RJ, Brasil
Conclusão da obra: 2020
Área construída: 86

Tipo de obra:
Residência
Tipologia:
Residencial

Materiais predominantes:

Diferenciais técnicos:

Ambientes e Aplicações:

    Slideshow

    Ficha Técnica

    Exibir mais itens

    Receba gratuitamente os Boletins e
    Informativos da Galeria da Arquitetura.

    (55 11) 3879-7777

    Fale conosco Anuncie

    Outros produtos da e-Construmarket

    novidades fechar
    Receba o boletim da
    Galeria da Arquitetura
    veja um exemplo